Alerta: Período da Sazonalidade do VSR – Vírus Sincicial Respiratório

Alerta: Período da Sazonalidade do VSR – Vírus Sincicial Respiratório

Estamos entrando no período da Sazonalidade do VSR – Vírus Sincicial Respiratório

Em que época circula o VSR no Brasil?
O período de circulação do vírus acontece entre maio e setembro, variando de região para região do Brasil, segundo pesquisa realizada pelo Sistema de Vigilância Epidemiológica para Influenza (Sivep-Gripe) em 58 unidades de vigilância em Influenza no país:
Em Santa Catarina – O vírus circula entre abril e agosto.

PROCEDIMENTOS DE SOLICITAÇÃO EM SANTA CATARINA
Programa de prevenção da infecção causada pelo Vírus Sincicial Respiratório, acesse qui.

Referências:
http://www.sbp.com.br/pdfs/diretrizes_manejo_infec_vsr_versao_final1.pdf
http://portal-chsj.min-saude.pt/uploads/writer_file/document/192/Cuidados_ao_RN.pdf

Indicação Diretrizes SBP
As recomendações para receber 5 DOSES

PREMATURIDADE
• Pretermo com IG < 28 semanas e 6 dias, estando com menos de 12 meses de idade no início do período de sazonalidade do VSR.

DOENÇA PULMONAR
• < 2 anos com DPC, que necessitam tratamento* nos 6 meses anteriores ao inicio do período de sazonalidade
* oxigênio inalatório, diuréticos, broncodilatador, corticoesteróide inalatório
Lembrar: repetir na 2ª sazonalidade se ainda estiver sob tratamento  Busca ativa (Programa Proteger)

DOENÇA CARDÍACA
• Em crianças < 2 anos com cardiopatia crônica que:
* necessitem tratamento para ICC ou tenha HP moderada ou grave ou com doença cardíaca cianótica.
Lembrar: repetir na 2ª estação se ainda estiver sob tratamento
Cirurgia com by-pass: realizar dose pós-operatória.
Cardiopatias que não necessitam: CIV e CIA sem repercussão hemodinâmica.

 

PALIVIZUMABE ESTÁ NO ROL DA ANS

TERAPIA IMUNOPROFILÁTICA COM PALIVIZUMABE PARA O VÍRUS SINCICIAL RESPIRATÓRIO (VSR):

A partir de 1 de Janeiro de 2018 Palivizumabe também está disponível via operadoras de saúde, todos os pacientes que possuem planos de saúde tem direito à receber a imunização via sistema privado.

COBERTURA OBRIGATÓRIA PARA PREMATUROS E CRIANÇAS QUANDO PREENCHIDO PELO MENOS UM DOS SEGUINTES CRITÉRIOS:

  • Prematuros < 1 ano de idade, nascidos com idade gestacio-nal <= 28 semanas
  • Crianças < 2 anos de idade, com doença pulmonar crônica
  • Crianças < 2 anos de idade, com doença cardíaca congênita com repercussão hemodinâmica demonstrada

LOCAIS DE APLICAÇÃO:

Dose Intra-hospitalar: 

A partir de 7 dias de vida, ainda na UTI Neonatal, os recém-nascidos podem receber a imunoprofilaxia ao VSR, desde que observada a estabilidade clinica do paciente.

Dose Pós-Alta hospitalar ou Dose Ambulatorial: 

A dose ambulatorial deve ocorrer quando:

Após a alta-hospitalar, em continuidade às doses de palivizumabe já recebidas durante a internação em UTI Neonatal.

Bebês que não receberam palivizumabe durante internação UTI Neonatal ou, no segundo ano de vida de bebês com indicação.

Comments are closed.